Cartão Minha Casa Melhor

O Cartão Minha Casa Melhor tem a finalidade de ofertar um crédito de R$5000,00 para os contemplados adquirirem móveis e eletrodomésticos que necessitam. Contudo, novas adesões ao cartão foram suspensas, por isso não é mais possível requisitar o benefício de acordo com os dados abaixo.

Porém, os já inscritos no programa ainda podem ter acesso aos boletos por meio desse link. Mas se você quer saber como funcionava o Cartão Minha Casa Melhor, acompanhe as informações a seguir e torça para que um dia o projeto volte.

Porque antes, as famílias beneficiadas com uma moradia no Programa Minha Casa Minha Vida tinham o empecilho de serem, em sua grande maioria, de menor renda. Desse modo, o contemplado se esforçava muito para pagar as prestações mensais do financiamento, mas acabava não conseguindo mobiliar os cômodos da casa.

Programa Cartão Minha Casa Melhor

Como dito anteriormente, o Cartão Minha Casa Melhor era ofertado aos contemplados do Minha Casa Minha Vida, onde se tratava de um recurso facilitador para quem não tinha dinheiro comprar os móveis e eletrodomésticos da nova residência. Sendo assim, as condições de participação no Programa Cartão Minha Casa Melhor eram:

  • Ser um beneficiário do Programa Minha Casa Minha Vida.
  • As compras tinham que ser feitas nas lojas autorizadas pela Caixa Econômica Federal.
  • Receber crédito de até R$5000,00 do Governo Federal para fazer compras de móveis como cama, sofá, guarda-roupa, estante, além de eletrodomésticos como refrigerador, televisão, computador, fogão ou tablet, notebook, entre outros.
  • O contemplado poderia dividir o saldo do financiamento em até 48 meses, ou seja, 4 anos.
  • O pagamento das prestações começava no mês seguinte ao beneficiário ter utilizado todo o saldo.
  • Se o usuário não fizesse movimentações num período de 4 meses, o pagamento das prestações iniciaria no quinto mês.
  • Os bens adquiridos com o cartão precisavam ser a vista.

Dessa forma, por meio do Minha Casa Melhor era possível obter móveis e eletrodomésticos, em que o objetivo do projeto era o de ajudar os cidadãos neste tipo de compra. Dito isso, o programa oferecia 14 produtos variados, que podiam ser financiados em até 48 vezes com tarifas de juros de 5% ao ano (0,41% mensais).

Portanto, um preço bem abaixo do habitual conhecido no mercado. Também era fundamental que o produto selecionado tivesse o valor máximo decidido pelo Governo.

Hoje em dia, mais de 900 municípios possuem comércios credenciados pelo programa. Dessa maneira, mais de 13 mil lojas já foram credenciadas no Brasil, cujos estabelecimentos autorizados têm a identificação do selo “Aqui Tem Minha Casa Melhor”.

Quem tem direito ao Cartão Minha Casa Melhor

Primeiramente, é fundamental descobrir para quem o Programa Minha Casa Melhor se destinava, pois ele não era acessível a todos, mas sim para uma parcela certa de contemplados de base da Caixa.

Assim, para ter direito ao Minha Casa Melhor era preciso seguir as normas estipuladas pelo Governo Federal. Portanto, pelas regras do programa, para possuir um cartão com essas utilidades era necessário:

  • Ser contemplado pelo financiamento do Minha Casa Minha Vida.
  • Ter os quitados pela Caixa Econômica Federal.
  • Estar em dia com o pagamento das prestações do projeto.

As famílias beneficiadas pelo Minha Casa Minha Vida podiam fazer parte das 3 faixas de renda, independentemente do imóvel ser casa ou apartamento. Outro fato é que o imóvel precisava estar pronto, sendo assim, não podia ser em fase de construção, nem aguardando as chaves.

Nesses casos, o interessado em conseguir o benefício deveria esperar até que estivesse morando no local com as mensalidades do financiamento em vigência. Já quem se encontrava com as parcelas do programa de moradia atrasadas, tinha a opção de ir até uma agência bancária da Caixa para renegociar suas dívidas.

Ao contrário de outros benefícios oferecidos pelo Governo, este era um dos que exigia menos complicações para se conseguir, pois obrigava apenas que se encaixasse em dois requisitos.

Faixas de renda do Minha Casa Minha Vida

O Programa Minha Casa Minha Vida foi criado em 2009 com a finalidade de financiar imóveis para a população de baixa renda, onde os contemplados pagam taxas de juros mais baixas do que as comuns no mercado.

Assim, o projeto atua em parceria com a Caixa e beneficia principalmente pessoas que moram em condições de risco. Dessa forma, quem se enquadra em todas as exigências do programa, pode realizar o cadastro no Minha Casa Minha Vida sem transtornos.

No entanto, antes de fazer a inscrição, é preciso que o candidato atenda a um dos 3 tipos de financiamentos existentes, visando o ajuste dos pagamentos futuros. Sendo eles classificados em:

Faixa 1

Indicada para pessoas com renda mensal de até R$1800,00. Em que o financiamento pode ser realizado em até 120 parcelas, ou seja, 10 anos. Com prestações que variam entre R$80,00 e R$270,00 conforme os ganhos da família.

Faixa 1,5

Para pessoas com ganhos mensais de até R$2600,00 onde o financiamento tem juros de 5% ao ano, com parcelas que podem chegar a 30 anos e subsídios de até R$47500,00.

Faixa 2

Já esta é recomendada para famílias que possuem rendimentos mensais de até R$4000,00, sendo que os subsídios ofertados chegam até R$29000,00.

Faixa 3

Esta é destinada a pessoas com ganhos de até R$7000,00 mensais. Sendo que são as tarifas mais baixas apresentadas no mercado. Atualmente o programa também atende nessa faixa famílias com renda de até R$9000,00. Porém, sem subsídio e um diferencial na porcentagem do financiamento, que respectivamente são de 8,16% e 9,16%.

Inscrição no Programa Minha Casa Melhor

No momento, as novas adesões ao Minha Casa Melhor foram suspensas. Contudo, os que já são beneficiários do programa podem utilizá-lo conforme o período de uso e limite do contratado.

Mas antes, para fazer parte do Minha Casa Melhor, era preciso ir até uma agência da Caixa Econômica e realizar o cadastro, portando:

  • A documentação de identificação.
  • Documentos de financiamento do Minha Casa Minha Vida.

Assim, munido com a documentação, era preciso falar com o gerente sobre o desejo de ingressar no programa. Também era possível entrar em contato gratuitamente através do telefone 0800 726 8068.

Como observado, o processo de cadastro no programa era bastante simples e mais fácil do que podiam imaginar os contemplados. Sendo assim, a partir do momento em que as famílias faziam parte do Minha Casa Minha Vida, estando com as parcelas quitadas em dia, era possível requerer o cartão. Ressaltando que esse benefício não tinha ligação direta com as datas do calendário Bolsa Família.

Dessa forma, a solicitação podia ser feita através de contato telefônico e o cartão era entregue no endereço inscrito na base da Caixa. Então, bastava ligar gratuitamente para pedir o cartão. E de maneira bastante facilitada era possível conseguir até R$5000,00 de crédito. Porém, era importante também controlar os gastos para obter somente o que podia pagar, evitando problemas financeiros mais graves.

Lojas participantes do Minha Casa Melhor

Nem todas as lojas de móveis e eletroeletrônicos estavam habilitadas a aceitar o Cartão Minha Casa Melhor, pois era preciso que se fizesse o cadastro do comércio de escolha no programa. Para isso, era necessário que a empresa fosse correntista da Caixa Econômica e que tivesse, ainda, credenciamento Cielo e Rede com domicílio bancário para os créditos Moveiscard.

Então, para simplificar a procura pelas lojas que aceitavam o Cartão Minha Casa Melhor, a Caixa concedeu uma ferramenta muito proveitosa em seu site, na qual permitia a localização de comércios através da busca por estado e município onde iria usar o cartão, selecionando assim, os estabelecimentos credenciados.

Hoje, ainda é possível procurar pelas lojas conveniadas ao cartão por meio do Aplicativo do Bolsa Família, oferecido gratuitamente pela agência da Caixa Econômica. Para quem já possui o cartão, o programa assegura que os participantes consigam melhorias para a residência, onde com o projeto é possível adquirir itens dentro do valor de R$5000,00.

Produtos adquiridos com o Minha Casa Melhor

Como dito antes, o cartão não pode ser utilizado para compras ilimitadas. Onde por se tratar de um projeto do Governo, há normas bem estipuladas quanto ao uso do valor recebido. Assim, pelo menos 14 tipos de eletrodomésticos e móveis com preço máximo definido pela Caixa Econômica podem ser adquiridos.

Com o Cartão Minha Casa Melhor é possível obter produtos até o valor de R$5000,00. Portanto, pode-se optar entre os seguintes itens:

Móveis Valor Máx. de Venda
Guarda-roupa Até R$700
Cama de casal / beliche, com ou sem colchão / cama box de casal Até R$500
Cama de solteiro / berço com selo INMETRO, com ou sem colchão / cama box de solteiro Até R$400
Mesa com cadeiras Até R$400
Sofá Até R$600
Estante ou rack Até R$350
Móveis p/ cozinha Até R$600
Eletrodomésticos Valor Máx. de Venda
Refrigerador 1 Até R$1090
Fogão 1 Até R$599
Micro-ondas 1, 2 Até R$350
Lavadora de roupas automática 1 Até R$1100
TV Digital Até R$1400
Computador ou notebook, com capacidade de acesso a internet. Até R$1150
Tablet 2 com tela capacitiva igual ou superior a 7”, memória de pelo menos 8GB, câmera, Wi-Fi, slot para cartão de memória e sistema operacional. Até R$800

1 – Os eletrodomésticos recomendados deverão ter eficiência energética “A” de acordo com o indicado em etiqueta do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel).

2 – Os eletrodomésticos indicados deverão ser fabricados no Brasil de acordo com o Processo Produtivo Básico (PPB) decidido pelo Poder Executivo do Governo Federal.

Ao pedir o Cartão Minha Casa Melhor para a Caixa Econômica, todos os cartões eram entregues já com um saldo de R$ 5 mil automaticamente, sendo que seu prazo de uso era de um ano.

Uma recomendação ao contemplado era a habitual negociação de valores, para conseguir com os lojistas bons descontos, a fim de economizar, aproveitando melhor o limite do cartão.

Pagamento do Cartão Minha Casa Melhor

No Minha Casa Melhor, o beneficiário escolhia o item de interesse na loja, comprando a seguir pelo valor à vista com direito a, no mínimo, 5% de desconto sobre o valor da nota fiscal, em acordo com a Caixa.

Depois disso, era necessário quitar o financiamento para a agência bancária. Sendo permitido o parcelamento da compra em até 48 vezes. O começo do pagamento para a Caixa acontecia logo que o financiamento fosse contratado. Caso o contemplado não o gastasse num tempo de 4 meses, ele iniciaria a quitação do valor que gastou à partir do 5º mês.

No entanto, atrasar geraria multa de 2% ao mês, mais 0,4%.

Como tirar segunda via do Boleto Minha Casa Melhor

Pessoas ainda credenciadas no Programa Minha Casa Melhor, em algum momento precisam imprimir o boleto do cartão ou solicitar uma segunda via para fazer o pagamento das parcelas.

No entanto, quem enfrenta essa situação não deve temer, pois é bem fácil requerer a segunda via do boleto Minha Casa Melhor, usando o código de barras para pagar.

Desse modo, a forma mais rápida de requerer a segunda via do boleto do cartão é por meio do site da Caixa, acessando a página de Solicitação do Boleto Minha Casa Melhor. Feito isso, o beneficiário deverá informar em seguida o CPF para entrar no sistema, conseguindo assim o boleto para pagamento.

Outra forma de conseguir o documento é através de um telefonema para a Central de Atendimento da Caixa Econômica Federal, cujo número é 0800 772 9442 em horário comercial.

Mas caso precise solucionar outros problemas ligados a projetos de moradia da Caixa, o contemplado poderá telefonar também para os seguintes números de telefone:

  • 3004 1105 – para capitais e regiões metropolitanas.
  • 0800 726 0505 – outras localidades.

Depois de feita a ligação, o usuário escutará uma gravação e necessitará informar o nº 7, para ser encaminhado a seção de serviços residenciais.

Os boletos do Cartão Minha Casa Melhor podem ser quitados em qualquer agência bancária, casas lotéricas ou internet banking, desde que estejam no período de pagamento vigente.

Cobrança de juros e boletos em atraso

A segunda via do boleto vencido, obviamente terá um valor mais elevado pela incidência de juros e multas ocorridas dos atrasos no pagamento do boleto original.

Sendo assim, caso tenha solicitado a 2ª Via do boleto vencido, fique sabendo que o pagamento terá que ser realizado no mesmo dia da geração do documento com o respectivo código de barras.

Pois se novamente o pagamento não for realizado, um novo boleto deverá ser gerado para que haja correção nos valores relativos a juros e multas. Por isso, evite o atraso no pagamento para não ter um aumento no preço, gerado por multas e juros.

Segurança na impressão de boletos pela internet

As dicas mais importantes que devem ser respeitadas por alguém que não quer ter problemas com boletos gerados pela internet são:

  • A segunda via do boleto deve ser solicitada somente no site oficial da Caixa.
  • Observe se o número 104 aparece nos três primeiros dígitos da linha digitável do boleto, pois este é o código de identificação da Caixa, onde qualquer boleto emitido pela instituição deve conter estes números na linha digitável do código de barras.
  • Mantenha o antivírus sempre em dia.

Vantagens do Programa Minha Casa Melhor

Compreender o funcionamento do programa é sempre a primeira coisa a fazer. Por isso, se baseando nas informações obtidas sobre as vantagens do Minha Casa Melhor, foi possível observar alguns quesitos, analisando se valia a pena nos detalhes contratar esse serviço.

Sendo assim, segue abaixo um perfil dos principais detalhes que ocorrem no projeto, para conhecer os pontos cruciais em relação ao assunto:

  • Projeto designado às famílias que fazem parte do Minha Casa Minha Vida.
  • Programa que oferta um cartão de crédito com R$5000,00 para obter móveis e eletrodomésticos.
  • As compras são somente para itens domésticos relacionados a casa financiada.
  • As compras devem ser feitas apenas em lojas credenciadas.
  • O pagamento das prestações começa somente após o uso do valor total do cartão.
  • Se o saldo não for usado em até 4 meses, a quitação se inicia no 5º mês.
  • As compras devem ser quitadas à vista, com ao menos 5% de desconto.
  • Depois da compra realizada à vista com desconto, o beneficiário quitará em parcelas para a Caixa.

Ressaltando que, todas as normas ainda são válidas para quem já tem o cartão. Porém, atualmente, o requerimento de novos cartões do Minha Casa Melhor está suspenso pela Caixa Econômica Federal. Não há previsão de quando o programa irá voltar ou se irá voltar, porque tudo depende de liberarem a verba do Governo que no momento passa por uma crise. Por isso, para quem deseja participar do Minha Casa Melhor, a dica é acompanhar o site e esperar por novidades.

Mas independentemente de outras informações, essas são as principais ligadas ao programa. Portanto, se o projeto retornar a função, verifique muito bem esses dados essenciais e faça uma reflexão pessoal quanto às vantagens no uso do Minha Casa Melhor.

Se você gostou de saber sobre o Cartão Minha Casa Melhor e acredita que ele possa voltar, mas ainda não é inscrito no Programa Minha Casa Minha Vida, acesse este link sobre quem tem direito e descubra como se cadastrar, aproveitando também os outros benefícios do projeto que realiza o sonho da casa própria.  

Lembrando ainda que, o programa do Governo, Minha Casa Minha Vida é bastante conhecido pelos brasileiros. Popular em possibilitar que pessoas com baixos rendimentos conquistem o desejo de obter uma residência, onde o projeto já ajudou milhões de famílias em todas as regiões do país.

Compartilhar é se importar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo